TURQUIA - Cultura

 

A literatura Otomana e música de corte eram maioritariamente religiosas, e ambas parecem pomposas e lúgubres aos ouvidos ocidentais. As artes visuais foram interditas pela lei Muçulmana que proíbe as representações de todo o ser “com uma alma imortal”, por isso os artistas islâmicos aderiram às artes não representativas. Os museus turcos estão repletos de delicadas telas coloridas, graciosos vasos de vidro, portas de mesquitas em madeira, corãos iluminados, jóias complicadas e vestuário sumptuoso. Ataturk alterou a imagem cultural da Turquia, encorajando a pintura, escultura, literatura, música ocidental (ele adorava ópera), dança e drama representativos. A introdução de um novo alfabeto turco baseado no latim deu origem a que muitos cidadãos aprendessem a ler e a escrever. Vários escritores turcos, tais como Nazim Hikmet, Yashar Kemal e Orhan Pamuk foram aclamados pela crítica e povo na Turquia. Recentemente, as artes Otomanas tais como papel-mármore e teatro de marionetas têm ressurgido com agrado. A tapeçaria continua a ser uma paixão turca.

A música folclórica era (e ainda é) alegre. A música Turku, muito ouvida na rádio, é música folclórica tradicional com influência urbana e moderna. A tradição milenária dos trovadores turcos tem sido aniquilada pela TV e cassetes, mas as cantigas dos grandes trovadores continuam populares e frequentemente tocadas e gravadas. A indústria de cinema turco começou cedo, nos anos ’20, expandiu-se rapidamente após a II Guerra Mundial e mergulhou em questões sociais e políticas nos anos ’60 e ’70. O cinema turco caracteriza-se pela honestidade, naturalismo e humor seco. Os principais realizadores são Yilçmaz Guney, Tunç, Basaran, Zulfu e Omer Kavur.

Embora o Turco seja uma língua simples e elegante, as regras da estrutura de frases e formação de verbos são muito diferentes das línguas Indo-Europeias, tornando-a mais difícil na aprendizagem. Os verbos podem ser tão complexos que constituem por si só frases inteiras – tente esta por exemplo : Afyonkarahisarliastiramadiklarimizdanmisiniz? (Não é uma das pessoas que nós tentámos –sem sucesso- assemelhar aos cidadãos de Afyonkarhisar?) É mais fácil perguntar pela casa de banho!

A Turquia é composta por 99% de Muçulmanos, predominantemente Sunni com Shiites e Alacuites no leste e sudeste. Muitos costumes e práticas turcas derivam de práticas islâmicas. A etiqueta requer que vista roupa modesta e descalce os sapatos quando visitar mesquitas. Em zonas não frequentadas por turistas (ou onde sentir marcas islâmicas conservadoras) as mulheres devem tapar a cabeça, braços e ombros e vestir vestidos ou saias modestas, de preferência até ao joelho. Evite visitar mesquitas na hora da oração ou à Sexta-feira, o dia santo dos Muçulmanos. Outros costumes turcos nada têm a ver com o respeito – até os Turcos se queixam – mas se tentar aderir a estes costumes certamente irá agradar aos seus anfitriões turcos.

Muitas mulheres queixam-se do assédio verbal e físico na Turquia. Embora não se deva preocupar excessivamente, deve no entanto, tomar algumas precauções. Tente manter o corpo, pernas e ombros cobertos, sobretudo se viajar para leste. Também se aconselha o uso de uma aliança de casamento. Ao caminhar, adopte uma postura firme, ignore chamamentos e afaste-se de ruas solitárias à noite. Se comer sozinha, peça o aile salonu (sala de jantar familiar). Sair sozinha À noite é basicamente arriscado.

Leve o seu apetite para a Turquia. Shish Kebab (borrego grelhado) é uma invenção turca e encontrará kebapçis em todo o lado. Os pratos de borrego e peixe ( que podem ser muito dispendiosos são os pratos principais nos restaurantes. Se for muito poupado, a refeição mais barata e saborosa é a pizza turca. “Eggplant” é o legume número um: peça um imam bayildi (“o padre desmaiado”), um delicioso prato de “eggplant”. As sobremesas são deliciosas (frequentemente com sabor a mel) e tendem a incorporar fruta, nozes e doces em combinações várias. Os vegetarianos não têm muita sorte, mas nunca morrerão à fome – ao fazerem uma refeição completa com meze (hors d’oeuvres=entradas). A bebida nacional é çay (chá). Cerveja é servida em quase todo o lado e os vinhos turcos são baratos e surpreendentemente bons. Raki, um brandy de uva com sabor a anís, é a melhor escolha para bebida alcoólica.

 

HOME