GRÉCIA - Ambiente

 

A Grécia fica no extremo sul da península balcânica, no sudeste da Europa. Ao norte faz fronteira com a Albânia, Macedônia e Bulgária e a leste com a Turquia. A península que constituía parte continental do país, é rodeada por mais de 1400 ilhas, das quais 169 são habitadas. As ilhas estão divididas em seis grupos. As duas maiores ilhas, Creta e Evia não pertencem a nenhum grupo. Aproximadamente quatro quintos da Grécia são montanhosos, com a maior parte da terra a 1500 metros acima do nível das águas do mar. Epiros e Macedônia, ao norte da Grécia ainda têm densas florestas.

A Grécia é dotada de uma espetacular riqueza de flora, mais de 600 espécies, algumas das quais só lá existem, incluindo mais de 100 variedades de orquídeas.

Os gregos gostam muito da pesca e da caça, o que resulta num risco para as espécies protegidas. Os humanos que partilham o habitat com os ursos e lobos consideram-nos pestes mais do que animais em via de extinção. Observar os golfinhos a acompanhar os barcos é um dos prazeres do passeio pelas ilhas e as águas de Zakynthos e Kefallonia acolhem a última grande colônia de tartarugas do mar na Europa. As focas do mediterrâneo são as mais raras e um dos seis mamíferos mais em perigo de extinção de todo o mundo. Actualmente existem 400, metade das quais vivem na Grécia.

A Grécia tem invernos molhados e amenos e verões secos e quentes. As temperaturas no Inverno podem ser severas na montanha e mesmo Atenas pode ser muito fria. As temperaturas máximas nas ilhas rondam os trinta graus mas o calor é muitas vezes temperado pelo vento de norte conhecido por meltemi.

 

HOME